segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Brasão de Armas do Comando Distrital da Guarda


Ordenação heráldica:

O CORONEL - é representativo da Polícia de Segurança Pública constituído por arco liso com virolas nos bordos superior e inferior, encimado por quatro estrelas de seis pontas, das quais três são aparentes. O intervalo entre cada duas estrelas consecutivas é preenchido por um falcão estendido, tudo de ouro.
ESCUDO - de azul com uma cabeça de cão arrancada, a ouro, e lampassada de vermelho, tendo em contrachefe três montes de prata.
DIVISA - num listei de branco, ondulado, sotoposto ao escudo, em letras de estilo elzevir, maiúsculas de negro “PRO BONO PUBLICO”.

Simbologia:


A CABEÇA DE CÃO - representativa da região, através da raça "Serra da Estrela", onde tem grande influência na pastorícia, e que devido à sua grande à dedicação se tem firmado como das afamadas raças portuguesas.
OS MONTES - representam a altitude, característica de toda a região onde se encontra implantado o Comando Distrital.
O OURO - significa poder e lealdade.
A PRATA - significa pureza e paz.
O VERMELHO - significa valor e ânimo.
O AZUL - significa justiça e lealdade.
A DIVISA - "PRO BONO PUBLICO", ou seja para o bem ou utilidade pública, representa na sua generalidade a missão da PSP e a finalidade a que a mesma se destina.

Ordem de Serviço n.º 147, I Parte do Comando-Geral de 06 de Outubro de 1983