sábado, 2 de agosto de 2014

Brasão de Armas do Comando Distrital de Aveiro


Ordenação heráldica:

O CORONEL - é representativo da Polícia de Segurança Pública constituído por arco liso com virolas nos bordos superior e inferior, encimado por quatro estrelas de seis pontas, das quais três são aparentes. O intervalo entre cada duas estrelas consecutivas é preenchido por um falcão estendido, tudo de ouro.
ESCUDO - de verde, uma águia de prata, bicada, lampassada e armada de vermelho. Contrachefe ondado de prata com duas burelas ondadas de verde.
DIVISA - num listei de branco, ondulado, sotoposto ao escudo, em letras de estilo elzevir, maiúsculas de negro “NOSTRUM SERVARE POPULUM”.

Simbologia:

A ÁGUIA – O Infante D. Pedro, filho de D. João I, Mestre da Ordem de Avis, residiu em Aveiro, tendo então mandado construir as muralhas da Cidade à volta das quais quatro Freguesias que fundou. A águia, que figura no Brasão de Armas da Cidade, é uma das insígnias da Ordem de Avis.
É prateada, em alusão à riqueza da região.
AS BURELAS ONDADAS – simbolizam o Oceano que banha o Distrito.
O OURO – significa o vigor, o poder e a fidelidade.
O VERDE – significa o amor ao próximo e a gentileza que deverá caracterizar as relações com a população.
O NEGRO – significa a firmeza e a cortesia que devem caracterizar o procedimento do Agente policial no cumprimento da missão.
A DIVISA – define, em latim a finalidade genérica da Polícia (pertence-nos olhar pelo povo).

Ordem de Serviço n.º 153, I Parte do Comando-Geral de 27 de Setembro de 1982