sábado, 2 de agosto de 2014

Brasão de Armas do Comando Regional dos Açores



Ordenação heráldica:

O CORONEL - é representativo da Polícia de Segurança Pública constituído por arco liso com virolas nos bordos superior e inferior, encimado por quatro estrelas de seis pontas, das quais três são aparentes. O intervalo entre cada duas estrelas consecutivas é preenchido por um falcão estendido, tudo de ouro.
ESCUDO - de prata, com um açor estendido e sainte de azul, bicado e lampassado, com um contrachefe ondado de azul e ouro, bordadura de vermelho carregada de nove estrelas de cinco raios a ouro.
DIVISA - num listei de branco, ondulado, sotoposto ao escudo, em letras de estilo elzevir, maiúsculas de negro “PELA CONCÓRDIA PUGNAMOS”.

Simbologia:


O AÇOR - símbolo da vigilância e da guarda, sobre cujas asas protectoras se acolhem as ilhas açorianas.
AS ESTRELAS - representam as nove ilhas que compõem o arquipélago onde se encontra o Comando Regional.
O ONDADO - representativo do mar, elemento marcante em tudo o que diz respeito a região não só como seu limite como ainda fonte de riqueza.
O OURO - significa nobreza e fidelidade.
A PRATA - significa sagacidade e humildade.
O AZUL - significa justiça e lealdade.
O VERMELHO - significa ousadia e ânimo.
A DIVISA - representa o objetivo da PSP, que no desenrolar das suas missões tenta levar todos os portugueses a um ambiente de Paz e amizade, de união e de justiça, sem olhar a sacrifícios e dando sempre o melhor do seu esforço.

Ordem de Serviço n.º 116, I Parte do Comando-Geral de 16 de Setembro de 1986